Partilhe

segunda-feira, 9 de julho de 2012

Ser Feliz

Como nem só de trabalho vive o homem, e muito menos a mulher, rsrsrs, e embora o artesanato seja uma óptima terapia, também a escrita, me dá imenso prazer, e como este cantinho pertence aos meus miminhos, aqui deixo a minha reflexão sobre a Felicidade.
Espero que gostem, ficarei feliz com um comentário, ou uma critica, desde que seja construtiva.
Obrigada por passar por aqui, leva sempre um miminho!



SER FELIZ

Quem não almeja ser feliz? Todos nós, cada um à sua maneira, procuramos a felicidade. Uns procuram-na na família, ou na realização pessoal, atingindo objectivos pré-estabelecidos. Outros, procuram-na no amor, na fama, nos bens materiais, nas viagens ou mesmo na ociosidade. Mas será que algum de nós a encontra realmente?

Se a procuramos na família, esta nem sempre corresponde ao que esperamos, porque se nos dedicamos apenas à família, de alguma forma, esperamos sempre retorno à nossa dedicação quer seja consciente ou inconscientemente. Os nossos entes queridos, habituados que estão a ser mimados, nem reparam no nosso esforço para que tudo corra harmoniosamente.

Se a procuramos apenas na realização pessoal, vai ser mais uma frustração, porque nem sempre conseguimos alcançar essa realização, e muitas vezes, insatisfeitos por natureza, queremos sempre mais e mais.

Quando a procuramos no amor, mesmo que este seja correspondido, criamos expectativas que depois se traduzem em frustrações, porque, não raramente, o outro não está preparado para nos devolver o que tão ansiosamente damos.

A fama, dá-te projeção para o mundo, mas o teu Eu está só.

Bens materiais, podem dar-nos conforto, mas nunca nos darão bem-estar psicológico, se não estivermos conscientes de quem somos, na realidade. O luxo com que por vezes tentamos preencher a nossa vida, é uma capa que nunca será suficiente para nos agasalhar.

Podemos fazer viagens maravilhosas, mas nunca nos iremos sentir felizes se andarmos no caminho errado. E é tão fácil errar no caminho!

A ociosidade, apenas nos conduz à ignorância e ao embrutecimento mental.

Então, onde poderemos encontrar a felicidade?_ Interrogamo-nos!

Na verdade, a felicidade que procuramos está tão fácil de alcançar, é tão acessível a todos nós, e tão poucas vezes a encontramos, distraídos com coisas exteriores a nós, à nossa verdadeira essência.

Para a encontrar, basta olhar para um lugar que está sempre ao nosso alcance, que apenas nós temos acesso. Dentro de nós!

A felicidade não é um sentimento que possa vir de fora para nós, pelo contrário, a felicidade verdadeira e indestrutível, tem que vir de dentro para fora. Temos que ser felizes pelo que somos e não pelo que temos. Temos que ser verdadeiros e autênticos connosco próprios. Não podemos pôr nas mãos de outras pessoas o poder de comandar a nossa vida e decidir se somos felizes ou não.

Enquanto focalizarmos a nossa felicidade fora de nós, corremos sempre o risco de ser infelizes. Se a nossa felicidade estiver guardada dentro de nós, naquele lugar onde nada nem ninguém pode alcançar, ninguém no-la pode tirar.

Ninguém deve ser feliz pelo que tem, mas sim pelo que é!

Se somos felizes apenas porque alguém nos ama, quando esse amor acaba, ficamos extremamente infelizes, mas se formos felizes “apesar do amor”, quando o amor acabar não vamos ficar infelizes, porque a felicidade não estava ligada ao amor, mas sim ao lado do amor.

Tu, que te consideras infeliz, aprende a agradecer à vida, ao universo, (seja o que for em que acredites). Agradece por aquilo que tens! Não reclames se tens louça para lavar, antes, agradece por a teres, é sinal que tiveste comida na mesa! Tens um tecto para te abrigares, tens amigos, tens saúde... Não reclames tanto da vida! Se pedes uma laranja à vida e ela te dá um limão, sê criativo e faz uma limonada!

Pode faltar-te alguma destas coisas, mas provavelmente, não te faltarão todas. Sente a felicidade crescer dentro de ti ao sentires o calor do sol, ao sentires a brisa que te afaga o rosto, ao contemplares o mar ao entardecer, disfrutando de um pôr-do-sol maravilhoso, ao ouvires o canto dos pássaros, ou ao sentires a suave fragância das flores...

Isto é a verdadeira felicidade, aquela que se encontra nas pequenas coisas, que afinal, são tão grandes e tão importantes! Sente-a a crescer no peito, em ondas de amor universal e incondicional, ondas cada vez maiores, até que explodem para fora de ti, expandindo-se no espaço à tua volta, contagiando quem se aproxima, libertando uma energia de amor e alegria de viver!
Idália

2 comentários:

  1. Mammy, adoro a forma como escreves. Escreves com alma e a tua é tão linda que se sente nas tuas palavras.

    Amo-te Mammy.

    Tua filha que te admira e que te quer ver sempre feliz,

    Cris Henriques

    URL: http://oqueomeucoracaodiz.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  2. Ser feliz é nosso destino, então sejamos felizes façamos os outros felizes, é tão bom ...

    Passei pra desejar boa semana!

    Abraços
    RioSul

    ResponderEliminar

Os comentários são moderados apenas para eu ter certeza que respondo a todos.
Dê-me a sua opinião, isso vai deixar-me feliz.
Comentários ofensivos serão apagados.
Obrigada.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Google+ Badge